Correio Braziliense entrevista Eric Hadmann sobre CADE e eleições

O sócio Eric Hadmann Jasper concedeu entrevista ao Correio Braziliense em 26.9.2018 para explicar o sistema de nomeações de conselheiros do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) e como o próximo presidente terá grande influência no futuro da jurisprudência antitruste brasileira. Para ler a notícia, clique aqui.

 

Correio Braziliense entrevista Henrique Arake sobre os Efeitos da volta da CPMF

Henrique Arake concedeu entrevista para o Correio Braziliense em 19.9.2018 em que explicou como a instituição de tributo com as mesmas características técnicas da antiga CPMF impactaria negativamente a economia do país, além de incentivar a movimentação informal de recursos, dificultando o rastreamento de créditos. Para ler a notícia completa, clique aqui.

Diário do Poder entrevista Henrique Arake

O site de notícias Diário do Poder entrevistou Henrique Arake sobre o acordo assinado entre a Autoridade Monetária de Hong Kong e o Banco Central do Brasil para cooperação de esforços sobre as Fintechs. Para a matéria completa, clicar aqui.

Publicação britânica Legal 500 destaca GHD Advogados novamente

Pelo terceiro ano consecutivo, a publicação britânica Legal 500 destacou Gico Hadmann & Dutra Advogados entre os melhores escritórios do Brasil  em seu Guia Legal 500 2018, divulgado neste mês de setembro.

De acordo com a publicação, “GHD Advogados atua em investigações de cartel, representando empresas e indivíduos. Trabalhos recentes incluem a representação de executivos em caso de cartel de autopeças e de medidores de energia elétrica. Eric Hadmann Jasper, que coordena a equipe, é recomendado.”

Mais informações aqui.

 

GHD Advogados consegue nova declaração de inconstitucionalidade de Lei de Saneamento

O escritório Gico, Hadmann & Dutra Advogados conseguiu uma importante vitória para a Associação Brasileira de Empresas Estaduais de Saneamento – AESBE na Arguição de Inconstitucionalidade nº 0001782-59.2016.827.0000, na qual foi declarada a inconstitucionalidade da Emenda nº 1/2015, que alterou a Lei Orgânica do Município de Aguiarnópolis/TO e, por arrastamento, do Decreto Municipal nº 23/2015 que a regulamentou. A Emenda nº 1/2015, inconstitucional e artificialmente, reduziu a tarifa de esgotamento sanitário a no máximo 50% (cinquenta por cento) da tarifa de abastecimento de água, destruindo por completo o sistema regulatório de subsídio cruzado entre municípios no Estado do Tocantins e violando o contrato de concessão. Leia mais

Site Poder 360 entrevista Eric Hadmann

O site de notícias Poder 360 entrevistou o sócio Eric Hadmann Jasper sobre a ADI 3952 que trata da possibilidade de a Receita Federal cancelar autorização de funcionamento de empresas consideradas “devedoras contumazes” de tributos. Para a matéria completa, clique aqui.